Quem faz as suas roupas?

“Se uma única pessoa morre para fazer nossas camisas, é demais” – a frase é de Lord Peter Melchett, diretor de política da Soil Association, uma associação do Reino Unido que junta produtores, nutricionistas e cientistas em prol da produção orgânica. 
A frase diz respeito ao uso de pesticidas na lavoura de algodão – sim, o algodão que faz as nossas camisetas – talvez a que mais consuma pesticidas e agrotóxicos do mundo.

Mas eu acho que a frase se aplica bem ao uso do trabalho escravo na moda. Se uma única pessoa foi escravizada para produzir um vestido meu, é demais.

E o que você faria se encontrasse, na etiqueta de um vestido novo, um pedido de socorro de um trabalhador?


Foi o que aconteceu com três mulheres – duas no País da Gales, uma na Irlanda do Norte, que compraram roupas na Primark.

Em uma nota oficial no site, a empresa garante tratar-se de uma “brincadeira” – sem no entanto arriscar uma explicação sobre o que motivaria uma piada dessa natureza. Não é o que pensam os ativistas.
Eu continuo acompanhando, mas deixo, como se diz, as minhas barbas de molho. Até porque denúncias de uso do trabalho escravo na moda não são propriamente uma novidade.

One thought on “Quem faz as suas roupas?

  1. Angustiante saber que esse pedido de socorro não será atendido.

Comments are closed.